Av. Rouxinol, 1041 - Moema, São Paulo – SP (11) 5052-8044

Qual a melhor escolha na hora de formatar um pen drive?

Dentro do mundo virtual, acontecem várias discussões sobre os sistemas de arquivos que podem ser usados, como: exFAT, NTFS, FAT32 e FAT.

Afinal, na hora de formatar um Pen Drive, qual o parâmetro a ser utilizado?

O foco é aprender um pouco mais sobre cada um dos sistemas de arquivamento e qual formato vai se encaixar exatamente nas diferentes unidades de armazenamento.

Contudo, antes de esclarecer como funciona cada tipo, existem alguns conceitos que devemos compreender melhor das tecnologias de endereçamento utilizadas:

O que é um sistema de arquivos?

O nome sistemas de arquivos vem do inglês filesystem e pode ser compreendido como uma forma de mediação, um caminho que une os arquivos armazenados por um dispositivo e a unidade física de armazenamento em si (nesse caso, os setores ou conjunto de endereços de memória).

Cada sistema utilizado para formatar um Pen Drive conta com um método de organização de arquivos único, o que determina como os dados serão acessados:

• FAT: ou File AllocationTable ou, em português, “Tabela de Alocação de Arquivos” foi a primeira versão do sistema de arquivos que se baseia numa tabela com a capacidade de indicar a localização dos dados armazenados.

Em seu lançamento trabalhava apenas com 12 bits nos disquetes, passando a 16 bits e, de acordo com as necessidades dos tempos modernos, derivou o FAT32 e o exFAT (que também pode ser encontrado como FAT64).

Uma unidade de alocação representa o menor espaço no disco usado para gravar dados, como se fosse uma sequência de pequenos recipientes digitais.

Agora vamos te auxiliar a escolher o melhor sistema na hora de formatar um Pen Drive:

• FAT32: é um sistema que trabalha com menores unidades de alocação (clusters) e por causa disso, o FAT32 evita grandes desperdícios de espaço de memória, comparada com FAT (ou FAT16).
È recomendo pra unidades iguais ou menores que 32GB, uma vez que ao serem formatadas sob esse filesystem haverá menos espaço não utilizado dentro do Pen Drive. A maior deficiência dele é não comportar arquivos maiores que 4GB de tamanho.

• exFAT: ou FAT64 foi desenvolvido exatamente para quem precisa lidar com arquivos grandes, de mais de 4GB de tamanho. Ele é uma evolução do FAT32 e surgiu como uma otimização do sistema anterior. O exFAT é compatível com Windows XP, Windows Vista, Windows 7, Windows 2003 e posteriores e até mesmo o Mac OS X, se adaptando a vários sistemas operacionais. Porém este sistema de arquivos é extremamente frágil em sua estrutura e por essa razão muito propenso a ocasionar perdas irreparáveis de dados.

• NTFS: ou a “Nova Tecnologia de Sistema de Arquivos”, a sua principal característica é o suporte que permite utilizar recurso de journaling, que fornece permissão ao sistema operacional para manter o registro, de todas as alterações feitas em um arquivo (log), dessa maneira, qualquer erro de gravação ou de conexão na hora da transferência, os dados do Pen Drive poderiam ser mais facilmente restaurados pelo próprio sistema, o que raramente acontece.

Cópias de segurança para backups e criptografia também fazem parte dos mecanismos de segurança do NTFS. Tem uma menor economia em espaço em disco, aceita arquivos grandes (maiores de 4GB) e é suportado por todos os tipos de Windows em uso. Não é aceito nativamente em computadores MAC.

Agora que você tem uma noção melhor sobre alguns dos sistemas de arquivos disponíveis, você pode dar continuidade aos seus trabalhos, porém, se ao formatar um Pen Drive você perder acidentalmente seus dados, não tenha dúvidas em procurar um especialista.

A Proelbra é especializada em Recuperação de Dados e trabalha no mercado há mais de 20 anos. Nossa equipe conta com laboratórios, equipamentos de primeira qualidade e Engenheiros Eletrônicos responsáveis. Confira nossos serviços e faça um orçamento gratuito.

Entre em contato conosco e tire suas dúvidas:

Artigos Relacionados

Disco rígido: saiba como evitar falhas de funcionamento

Dentro de um computador o Disco Rígido é um dos componentes que mais se exige cuidados, uma vez que ele […]

Learn More

Recuperar dados por conta própria ou em uma empresa sem qualificação é uma péssima ideia.

Muitas coisas podem acontecer com o seu computador ou celular e causar a perda de dos seus dados e arquivos […]

Learn More

Perda de dados: qual a importância de backups para sua empresa?

Em um mundo onde a tecnologia está presente em tudo, costumamos dizer que quando se trata de backups “aquele que […]

Learn More